• Rodrigo Gomes

Esposa de Projota desabafa sobre ameaças que vem recebendo. Confira:


Em um vídeo publicado nas redes sociais, a esposa de Projota, Tamy Contro, desabafou sobre as ameaças que ela e Marieva, sua filha com o rapper, vêm recebendo.

A esposa do rapper justificou que esteve ausente das redes sociais porque estava lidando com uma ameaça de morte à pequena Marieva.


"Eu vinha recebendo xingamentos, ameaças, mas eu ia me blindando da forma que dava, apagando comentário bloqueando a pessoa. Até que antes de ontem, a Marieva foi jurada de morte e aí eu fiquei muito mexida com isso. Pra mim acabou ali. Porque eu acho que nada que o Projota pudesse ter feito na casa deveria respingar em pessoas que estão aqui fora que não fizeram nada", contou, entre lágrimas. "Eu dediquei meu final de semana a isso, falando com advogado, fazendo boletim de ocorrência", completou.

Tamy finalizou dizendo que os familiares dos participantes não são responsáveis pelo que acontece dentro da casa.


"O que fizeram com a Marieva é crime. A partir de agora, tudo será levado pra frente: qualquer injúria, calúnia, difamação, qualquer coisa que fizerem relacionado a mim ou a Marieva será levado pra frente. É muito surreal como a pessoa acha que tem o direito de vir pra cima de mim ou da Marieva por coisas que a gente não fez", finalizou.

Além do desabafo da esposa do artista, sua assessoria também veio a público falar sobre o que estava acontecendo usando o perfil oficial do cantor.


"Existe limite para um jogo? Pelo que constatamos, não. Ataques e xingamentos estão cada dia mais comuns nas redes de Projota e sua esposa, Tâmara Contro. E acredite, até para Marieva, filha do casal, que nesta segunda completará um ano.

A gente entende que um jogo pode ganhar a torcida (ou não) do público. Mas repudiamos qualquer ataque violento como os que ela e sua filha têm recebido. Num primeiro momento, Tâmara optou por deletar comentários ofensivos. Não satisfeitos, contas fakes passaram a enviar mensagens diretas como esta que, infelizmente, temos que expor aqui para pedir que PAREM!

Mantenham o jogo como um jogo. Nada justifica ataques a uma família – tampouco a crianças. A gente lamenta que isso ainda ocorra e informa que toda e qualquer ameaça está sendo documentada para ser entregue à justiça. Paz!". Disse a assessoria.