• Rodrigo Gomes

Gabigol e Mc Gui são detidos pela polícia em cassino. Confira:


A Polícia Civil fechou um cassino de luxo na Zona de Sul São Paulo no início da madrugada deste domingo (14). Jogos de azar são proibidos no país. Pela legislação brasileira, são considerados jogos de azar aqueles que dependem exclusivamente da sorte dos participantes.

Além de ilegal, o estabelecimento, que funcionava na Vila Olímpia, bairro nobre da capital paulista, desrespeitava o decreto estadual que veta festas e aglomerações durante a pandemia. Na mesma data, o país registrava novo recorde de mortes e internações por coronavírus. O estado de São Paulo está desde o dia 6 de março na fase vermelha da quarentena, a mais restritiva, para tentar conter o avanço da doença e evitar o colapso do sistema de saúde.

Mais de 200 pessoas estavam jogando. No momento da operação, o jogador Gabigol, atacante do Flamengo, e o funkeiro MC Gui foram flagrados dentro do estabelecimento. Em nota, MC Gui disse que estava em uma casa de poker (leia mais abaixo). Segundo a polícia, o jogador foi encontrado escondido embaixo de uma mesa do camarote do cassino, que custa cerca de R$ 1,5 mil. A polícia demorou quase uma hora para localizar o atacante.

"Demorou quase uma hora para encontra-lo porque ele estava no camarote vip, onde paga uma certa quantia, parece que R$ 1,5 mil para ficar naquele local. Ele estava nesse camarote, escondido atrás de uma mesa, atrás de umas moças. Ele não queria ser identificado", afirmou o delegado Osvaldo Nico Gonçalves.


Em nota, MC Gui diz que o local era uma casa de Poker, que foi fechada pela Vigilância Sanitária, em decorrência de decretação de fechamento de locais públicos.

"Esclarecendo, para que a vigilância possa atuar no fechamento e retirada das pessoas do local, necessitam acionar autoridades locais, a fim de evitar maiores tumultos. O artista já prestou os esclarecimentos necessários e colaborou com o que foi solicitado, a quem de direito. Neste momento o artista MC GUI não tem mais nada a declarar acerca do ocorrido", diz a nota.


INFORMAÇÕES VIA: G1