top of page
  • Foto do escritor@rodrigomes.rnc

Vini Jr se emociona ao falar sobre perseguição racista na Espanha “só queira jogar”. CONFIRA:



Vini Jr chora ao relatar luta constante contra o racismo: "Cada vez tenho menos vontade de jogar".

Atacante mostra posicionamentos firmes em entrevista antes de amistoso entre Brasil e Espanha: "É desgastante por estar meio sozinho. Já fiz tantas denúncias e ninguém é punido"

Um jogo com protagonista bem definido antes mesmo de a bola rolar: Vini Jr. Seja por jogar em casa no Santiago Bernabéu, seja pela relevância que tem na seleção brasileira, seja, principalmente, pelas ações antirracistas, o camisa 7 terá os holofotes voltados para ele no amistoso entre Espanha x Brasil, terça-feira, em Madri. Justamente por isso, foi Vini quem deu coletiva nesta segunda, no CT do Real.

"É cada vez mais triste. Cada vez eu tenho menos vontade de jogar, acredito que seja muito triste tudo que eu venho passando a cada jogo, a cada dia, a cada denúncia vai aumentando. É muito triste, não só eu, mas todos os negros que sofrem no dia a dia. O racismo verbal é minoria perto de tudo que os negros passam no mundo", disse o jogador.

Em entrevista com posicionamentos mais relevantes do que a partida de terça-feira, às 17h30 (de Brasília), contra a Espanha no Santiago Bernabéu. Vini se abriu, chorou e se consolidou ainda mais como referência na causa antirracista.





32 visualizações

Comments


bottom of page